quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Manuel Zelaya, finalmente foi Embora ...

O ex-presidente de Honduras,digo (Ex), porque, Porfírio Lobo, já tomou posse como novo presidente em Tegucigalpa, capital do país. Zelaya recebeu um salvo-conduto do novo governo para finalmente deixar a Embaixada do Brasil e seguir para República Dominicana, país que concedeu asilo político para Zelaya e sua família.

O governo brasileiro se meteu numa enorme confusão que por sinal não era sua, tudo isso porque Zelaya, já havia sido desposto e entrou irregularmente no seu país de origem e ficou alguns meses "Hospedado" na Embaixada do país na capital de Honduras e criou um enorme impasse diplomático entre o governo dos dois países.

Nunca fui favorável a que o Brasil entregasse este senhor para os "Leões" em seu país de origem, mas atuar num desacerto internacional, no qual nenhuma das duas partes estava 100% correta ficava muito difícil do governo tomar partido, sendo que o presidente o fez, tomou uma posição pró-Zelaya e inclusive não reconhece o novo governo, pelo menos por enquanto.

Mas uma coisa é certa, a decisão tomada através da mediação dos EUA, foi a melhor, ter realizado as eleições na data prevista e recomeçar o processo democrático em Honduras, lembrando apenas que Zelaya, mesmo tendo a lei de reeleição não ter sido aprovada estava forçando a barra para manter-se nom poder quando foi exilado, onde a meu ver o governo local errou, porque se o presidente estava prestes a desobedecer as leis do país não deveria ter sido exilado no exterior, mas preso em Honduras, esse erro custou muito caro a este país Latino-americano, sin señor!!!

E agora fazendo um trocadilho do filme de ficção científica "Resident Evil - o Hóspede Maldito", nós brasileiros nos livramos de tal hóspede em nossa Embaixada em Tegucigalpa e temos menos um problema internacional ... Zelaya salió ... FINALMENTE!!!

3 comentários:

edpaegle disse...

Fabio, a questão hondurenho foi confusa. O que aconteceu foi o seguinte. Zelaya convocou eleições contra o Congresso e o Senado, desrespeitando a constituição e substituiu o comandante das Forças Armadas. Ele deveria ter sido preso e julgado pelo Poder Judiciário, só que expulsaram do país. Aí, Michelleti, presidente do Congresso assumiu o poder. Depois Zelaya voltou e se hospedou na embaixada brasileira. As eleições foram convocadas e o Porfírio Lobo venceu e assumiu ontem, enquanto Zelaya pode sair com salvo-conduto e foi para República Dominicana.
Creio que houve alguns erros nesse processo político
1) Zelaya não deveria desrespeitar a Constituição, nem as Forças Armadas e o Poder Legislativo:
2) Zelaya não deveria ter sido expulso do país;
3) O Brasil não deveria ceder a embaixada em Tegucigalpa para a volta de Zelaya.

Gabriel F. Moreira disse...

Legal sua explicação duda...eu tinha julgado mal a intervenção dos EUA, mas acho que eles estavam certos agora.
Abraço

Jociléia disse...

Muito bom. Gostei, eu não sou muito ligada a política, não estava entendendo a situção direito, mas agora me esclareceu bem. Obrigada.