segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Chile - A Direita vence e acirra o Cenário Político Sul-americano.

No segundo turno das eleições presidenciais no Chile, acabou se confirmando por uma pequena margem de votos, com algo em torno de 3% de diferença entre os candidatos, a vitória do candidato de oposição Sebástian Piñera, sobre o governista Eduardo Frei, candidato da Concertación que governa o país a 20 anos. E fica a lição da mesma forma que o PT governou a Prefeitura de Porto Alegre/RS por 16 anos e em dado momento, o povo sentiu a necessidade de mudar, o mesmo ocorreu no Chila, mas fica a questão?

Será que realmente mudaram para melhor? Será que no Chile, não existem diferenças entre ter um governo de esquerda ou de direita? Eu acho muito perigoso e irresponsável, analisar desta maneira, mas o povo escolheu assim, agora é aguardar e ver o que está reservado ao Chile num futuro próximo, sob a batuta do empresário mis rico do país, o señor Piñera.

Na geopolítica da América do Sul, essa vitória representa uma grande mudança e nos deixa de certa forma um pouco preocupados porque Piñera, já deixou bem claro que fará uma aproximação política com um outro direitista local, o colombiano Álvaro Uribe que é parceiro de Whasihington e representa os seus interesses na região.

Haverá uma grande ruptura com os demais governos de esquerda, como Hugo Chávez (Venezuela) e Evo Morales na Bolívia e sem qualquer sombra de dúvida, em sua campanha presidencial, José Serra de antemão já tem um aliado entre os governos sul-americanos, no sentido de apoiar a sua candidatura à presidencia neste ano de 2010, no Brasil.

A presidente Michele Bachelet, que é de esquerda, fez um excelente governo, mas não conseguiu transferir votos e eleger o seu sucessor. Com isso o companheiro Lula, deve literalmente colocar as suas barbas de molho e tentar tirar o maior número de lições possíveis deste episódio, verificando onde estão as falhas na campanha de Eduardo Frei. Mas creio que o que pesou contra ele foi o fato de ter sido um ex-presidente que não deixou a desejar, mas que também não deixou saudade no povo chileno e que não deixou um legado de grandeza, é possível que o seu partido tenha escolhido o nome errado para concorrer e vencer o empresário Piñera.

O presidente Lula na tentativa de eleger Lula passará bastante trabalho neste ano de 2010, porque esta senhora Dilma Roussef, que apesar de ser uma pessoa muito séria e competente no que faz, ela é vista, como uma pessoa sisuda, mal encarada, sem carisma, antipática, inodora, insípida e incolor, conforme se diz na Linguagem popular: Sem sal!!! Mas por sua vez José Serra não fica atrás nestes quesitos.

O Chile é uma das poucas experiências no mundo em que uma política Neoliberal está dando certo, temos um representante das elites e dos ricos na presidência e um direitista convicto, acho essa uma configuração efervescente para a América Latina, porque termos uma esquerda radical consolidada na política da América do Sul. E agora há uma crescente direita, isso é algo muito perigoso. Isso porque anteiormente a direita estava isolada na América do Sul através do governo de Uribe na Colômbia, agora conta com mais um governo de direita no Chile e a possibilidade de um governante mesma tendência no maior país da América do Sul e que conta com o maior PIB da região, o Brasil.

O processo eleitoral é democrático, temos que respeitar a democracia e a opção do povo e esperar, a nova configuração política na América do Sul e as suas consequencias e sinceramente ... no Brasil depois de 08 anos do governo Lula, eu não gostaria de ter o desprazer de ver o país novamente na mão do PSDB.

Neste ano haverá a campanha presidencial e vamos ver o que acontece na Pátria amada Brasil no aspecto político. E  o que mais me irrita é que a classe média melhorou de vida, adquiriu casa própria, carro novo, moto, reformaram casa, adquiriram eletrodomésticos novos e o Brasil evoluiu na grande maioria dos índices econômicos e sociais, mas mesmo assim os burgueses querem  a volta do PSDB.

Mas todo mundo que possui um mínimo de visão política sabe que essa dobradinha PSDB/DEM (antigo PFL), só para não cair no esquecimento; eles governam declaradamente para as elites e para os ricos, o burguês votar neles é até aceitável, mas o pobre escolher um candidato direitista, por mais que seja um direito que lhe assiste, pode ser interpretado como dar um tiro no próprio ou investir contra o seu próprio patrimônio, mas vamos Lá ... as eleições 2010 estão aí ...

O presidente Obama disse que Lula é o cara, a rainha da Inglaterra reconhece as ações do governo brasileiro numa visita de Lula em Londres, a U.E prestigia o presidente e a América Latina inteira reconhece a liderança do presidente brasileiro na região. No entanto, uma parcela considerável da classe média brasileira afirma que Lula é burro, coisas do Brasil!!!

2 comentários:

edpaegle disse...

Realmente é importante analisar como a eleição de Piñera reflete aqui no Brasil. Parece que mostra que nem sempre o candidato da situação, no caso chileno, Eduardo Frei consegue ganhar os votos da presidente Bachelet, que tinha cerca de 80% de popularidade. Será que Lula consegue transferir votos para Dilma? Só o futuro dirá...Será uma nova guinada no continente para a direita? Por último, uma observação, o Chile foi o primeiro país latino-americano à ser experimentado o neoliberalismo, ainda na ditadura Pinochet nos anos 1980, seguindo a cartilha de Margareth Thatcher e Ronald Reagan.

Gabriel F. Moreira disse...

Oi Fábio. É verdade, uma lição a ser apreendida.
Entrtanto, acho que JÀ tá na hora dos blogueiros tomarem seus partidos, quase que literalmente. Talvez dizer que a Dilma é sisuda mal-humorada e etc. não ajude muita na campanha dos nossos favoritos. Muito embora isso não a desclassifique perto do Serra -por ele também ser sisudo etc. - a desqualifica perto da Marina Silva, que pode sim quebrar uma possível reação a direta, na sua divisão.
Parabéns pela matéria, gosto de ler blogs nos quais há opinião alem de informação/9pra isso leio o G1, R7/0...risos.
abraço